sábado, 13 de fevereiro de 2010

A primeira desparafusada ninguém esquece...

Para iniciar este blog, gostaria de falar das origens do CADÊ O JUÍZO DO MENINO?, meu primeiro livro. A ideia chegou assim de repente em agosto de 2008 e foi ficando, foi ficando, foi ficando... até que quis sair.

Originalmente pensei que o livro seria algo parecido com um "pop up" em que cada local onde poderia estar o "juízo" do menino, no texto, seria passível de busca nas ilustrações sobrepostas nas páginas. Dessa forma, o leitor poderia levantar o travesseiro, abrir a porta da geladeira, do armário do banheiro e encontrar sob cada local objetos criados pela ilustradora e que não tivessem muito sentido de estar "ali". Poetei a história e senti a necessidade de mostrar aos mais chegados - afinal, era a primeira. A forma que imaginei para mostrar a ideia completa foi compondo um rascunho com texto e imagem. Foi aí que soltei o traço e criei o esboço que ilustra este post.

Engraçado que desde o início eu havia desejado que o livro fosse ilustrado pela Mariana Massarani e publicado pela Manati. Enquanto não tinha a coragem de enviar o texto para a editora, fui burilando as ideias e as palavras, até que chegaram ao contexto final, trocando a ideia inicial do "pop up" (que ainda acho muito boa) pela sacada de colocar o leitor para procurar os parafusos/juízos por todo o livro - e que Mariana soube amplificar.

O fato é que em junho de 2009 aquela ideia que se desparafusou da minha imaginação ganhou forma exatamente como eu havia pensado. Aliás, exatamente, não. Muito melhor. Pois virou uma obra coletiva, desparafusada também das cucas bacanas de Bia Hetzel, Mariana Massarani e Silvia Negreiros. E como elas sabem quais parafusos desapertar para fazer o meu sorriso crescer. Foi assim.

8 comentários:

Alessandra Roscoe disse...

Tino, querido! Que bacana você compartilhar com a gente esse seu tesouro. Aliás, acho um grande barato a "forma" que você dá às suas histórias. As duas outras que tive a honra de ver, encantaram-me também e torço muito para que cheguem rápido às estantes e, claro, à minha estante em especial!
Estarei por aqui sempre!

Fátima Campilho disse...

Oi, Tino!
Acho que teremos novidades, vamos ver se também adivinho desta vez!
Gostei dessa ideia de pop up, mas não relacionei a outro livro que tenha lido. Indica algum para que eu possa entender melhor. Ainda estou na fase do concreto! Kkkkkkk
Até o próximo Salaão do Livro!
Beijos

Tino Freitas disse...

Querida Alê... você é sempre bem vinda... e quanto aos outros projetos, assim que ganharem vida, eu devo postar por aqui o "original". Eles vão nascer de buzina de caminhão pois já ultrapassaram os 9 meses. Mas já já estão por aí. E Fátima, querida, um exemplo são os livros O Homem do Saco e A Galinha Xadrez da Brinque Book. Na verdade, livros com "abas". Um pop up clássico é O Sapo Bocarrão da Cia das Letrinhas.

Queila disse...

Olá Tino!!

Somos de Ceilândia e estamos loucos para vocês virem à nossa Escola (EC 64- EX Escola Normal) para nos trazer a alegria de ler e descobrir o mundo. Gostariamos de entrar em contado para agendar esta visita o mais breve possível. Aguardamos ansiosamente.

Queila Branco

Lígia Pin disse...

HUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!! A gente fica longe da civilização uns dias e quando volta tem uma novidadona dessas?????? ADOREI!
Muacks!
Muacks!
Muacks!

Mariana Massarani disse...

: )
Maneiro!

Luciana Conti disse...

Oi, Tino, sorte no seu blog. Vou passar por aqui sempre para ver as novidades.
Abs

Camila Carrossine disse...

Oi Tino,
Parabéns pelo novo blog!
Muito legal saber os bastidores da produção do seu livro.
Abraços,
Camila